Pneus para motocicletas – Uma breve introdução

Depois de vermos uma Harley Davidson passeando pelas estradas, não posso deixar de admirar a elegância da máquina e a maneira como ela abraça e desliza. Mas o que neste momento não conseguimos apreciar é o fato de que o componente que ajuda a bicicleta a andar pela rua com esse tipo de magnificência seria o pneu da motocicleta. Hoje em dia, muito menos pessoas sabem que o pneu da bicicleta é de fato uma ideia de Robert Thomson, que desenvolveu o pneu inicialmente pneumático do mundo Gilson Pneus.

Robert era um engenheiro escocês que recebeu uma patente para este pneu na França em 1846 e um ano depois nos Estados Unidos (1847). O desenvolvimento de seu pneu foi muito simples. Consistia em um produto oco de correia indiana de borracha indiana que depois era inflado com ar. Mas Thomson não manteve sua criação e logo perdeu o coração das coronárias, provavelmente devido ao fato de que uma excelente borracha excelente não estava disponível no momento. Ele então se desviou para pneus de borracha maciça e permitiu que sua criação checasse as sementes. O fracasso de Thomson foi a aquisição de John Boyd Dunlops, que cerca de quatro décadas depois reinventou o pneu para sua bicicleta. Os pneus de moto atuais podem rastrear seu pedigree para este pneu de bicicleta.

Esse design e estilo primários passaram por muitas modificações e mutações ao longo do século passado. Esses desenvolvimentos resultaram no pneu moderno. Entre esses desenvolvimentos estaria o pneu radial. Os principais projetos de pneus radiais estavam sendo patenteados em 1915 por Arthur W. Savage, um fabricante e inventor de pneus de sucesso em San Diego, CA. As patentes de Savage expiraram em 1949. No entanto, em 1946, a Michelin desenvolveu ainda mais esse tipo de pneu e, além disso, gerou resultados comerciais. Este novo estilo foi um trunfo adicional para qualquer moto, principalmente porque melhorou a aderência e a tração da rua durante a condução. A principal diferença entre os pneus mais cedo e os novos pneus radiais estava em seu design. Os pneus anteriores tinham uma composição de dobras cruzadas, onde quer que os fios fossem tecidos um pelo outro. Esses pneus tinham resistência, no entanto, as paredes laterais tinham sido túrgidas e o pneu não podia flexionar facilmente, especialmente apesar de negociar curvas ou curvas.

A Michelin aprimorou isso e produziu os fios de borracha que foram tecidos radicalmente, e essa dificuldade foi resolvida de maneira fantástica. A moto, portanto, tinha maior controle e tração aprimorada nas curvas e na frenagem.
Atualmente, o conceito de pneu era possuir um tubo interno, também fabricado em borracha, que basicamente retinha o ar e armazenava o pneu inflado. Esse estilo experimentado durou para cima no início do século XX (1920) para se tornar específico. Por outro lado, à medida que as tecnologias avançam inexoravelmente, o tubo interno de borracha foi descartado e, em 1972, a Dunlop patenteou o tubo com menos pneus.

Esta foi uma criação inovadora, enquanto os tubos ainda são produzidos e são utilizados às vezes para melhorar a existência de tubos e muito menos pneus.

As mudanças exigidas ao longo dos anos, as forças atuais do mercado e o gosto dos clientes experimentaram um impacto no crescimento dos pneus de bicicletas e muitas novas variedades estão ao redor da rua. Os pneus abrangem toda a sua gama, desde as corridas de alta velocidade, por exemplo, a Fórmula 1, em particular, aos pneus mais pesados ??que movem carros de uso que são tão significativos quanto uma casa. Devemos ter em mente que o pneu como parte de um equipamento de bicicleta tem um preço bastante significativo quando comparado a outros fatores da bicicleta. Consequentemente, é realmente importante que os proprietários de motocicletas descubram que adquirem o tamanho adequado para suas duas rodas. A função básica de um pneu é proporcionar um passeio mais suave ao motociclista e à garupa da bicicleta. Eles devem ter relativa resistência a furos e muitos elementos importantes dão uma boa aderência na rua, tão essencial no ciclismo. Uma coisa que deve ser enfatizada é que os pneus de moto são o componente mais crucial da motocicleta, pois não apenas ajudam a máquina a avançar, mas também podem ser críticos para a segurança básica da bicicleta e, consequentemente, do motociclista.

A grande maioria dos fabricantes de pneus está se tornando residencial, mantendo nomes como Dunlop, Michelin, Pirelli e Bridgestone etc.
Definitivamente, são empresas internacionais e possuem suas colheitas da China, Índia, Europa e Estados Unidos da América. Muitos dos fabricantes críticos de pneus de bicicleta que podem ter moldado a indústria de pneus merecem uma olhada.